A verdadeira religião

 

Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e foste me ver.

Mateus 25:35,36

Os versos de hoje foram palavras ditas por Jesus a respeito do julgamento das nações.

Quando Jesus voltar na Sua Segunda Vinda, Ele virá para instalar na Terra o Seu Reinado, o Reino dos Céus.

Todos os seres humanos, assim como, todas as nações, passaram pelo julgamento de Cristo.

Ele como Rei, vai separar “as ovelhas dos bodes”, ou seja, vai separar aqueles que estão a favor Dele, daqueles que estão contra Ele.

Isso, não é só em relação à salvação. A salvação é pela Graça, mediante a fé, porém, a permissão para entrar no Reino e governar com o Cristo, será avaliada pelas boas obras, pelos valores e princípios do coração da pessoa e das nações.

Os versos de hoje, demonstram a atitude da pessoa ou da nação, diante daquelas vulnerabilidades dos mais fracos.

E Jesus vai julgar estas atitudes. Pois, tudo que fazemos aos mais fracos, é ao próprio Jesus que fazemos.

No Reino, a consciência geral será a do Cristo. Somente estarão no Reino, as pessoas e as nações que tenham a consciência de Cristo para agirem com compaixão, amor, solidariedade, hospitalidade, empatia, com os mais fracos.

As atitudes religiosas de nada vão valer, se forem ligadas ao exterior.

Somente vão ser avaliadas as atitudes do coração, as intenções dos corações.

Tiago cap.1:27, diz muito bem o que é a verdadeira religião: “a religião pura e imaculada para com Deus e Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.

 

 

Sobre a autora

Ivany Mamede Lima

Sem Comentários

Deixe seu Comentário