Aconselhamento Cristão – Parte 8

Vontade de Deus.

 

Olá conectados!

Falamos da vontade do homem na última postagem. Falamos da necessidade de termos nossa vontade submissa à vontade de Deus.  Muita gente entende esta afirmação de uma forma distorcida, de maneira a achar que todas as coisas dizem respeito a Deus e a vontade própria deve ficar totalmente passiva. Se precisa-se de uma casa, e todos nós precisamos, esta casa precisa ser dada por Deus, então eu oro e espero Deus me dar e não faz nada a mais do que isto: ora e espera.

Deus nos honra e nos provê as necessidades sim, mas Ele nos honra na medida em que nós trabalhamos no sentido de conquistar o que queremos. Também não podemos achar que se eu trabalho muito e sou eficiente e ganho o dinheiro com meu esforço e compro uma casa, Deus não tem nada a ver com isso. “E também que todo o homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho; isto é um dom de Deus. Diz Eclesiastes 3:13.

Os milagres não existem a não ser que façamos algo que os desencadeiem. Não basta nos ajoelharmos cheios de fé e pedir a Deus para que as coisas aconteçam. É preciso lutar por elas, é preciso nos esforçarmos primeiro para que depois possamos ser reconhecidos. Jesus tinha todo poder, no entanto, Ele sempre perguntava: que queres que eu te faça? Por que precisamos pedir? Não é para provar o poder de Deus, é para mostrarmos a Deus o que queremos.

É importante entendermos que associada à nossa vontade, estão as nossas crenças. Nossos pensamentos nos levam aos sentimentos, os sentimentos nos levam às emoções, as emoções nos levam às ações. É lamentável reconhecer, mas, os cristãos não entenderam ainda os pensamentos do Cristo, nem temos nossas mentes em concordância com a Dele. Em Oséias 4:6 está escrito que o povo perece por falta de conhecimento. Eles rejeitavam os ensinos dos profetas acerca daVontade de Deus. Hoje, acontece a mesma coisa. A Bíblia contem todos os assuntos pertinentes à vida do cristão, mas, poucos lêem a Bíblia com este entendimento.

A Ciência também tem provado que aquilo que pensamos se torna real em nossa vida. Somos nós que criamos a nossa realidade. Nosso destino está previamente previsto por Deus, mas nós não temos o controle dele. Então, precisamos tentar até fazermos aquilo que nos traz equilíbrio e satisfação. Precisamos saber quem somos, o que queremos para que nós mesmos trabalhemos para a realização do que queremos.

Por outro lado, Deus é perfeito, nunca erra e Seus Planos são perfeitos, portanto, nossa parte é desejar, planejar e tentar. Se Ele não concordar, nosso desejo não vai dar certo.

“O coração do homem planeja o seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos”. Pr. 16:9.

Até a próxima!

Sobre a autora

Ivany Mamede Lima

Sem Comentários

Deixe seu Comentário